222 085 949, 964 899 958 ou 934 961 540 - 24 horas

Entrevista sobre «Medusa no Palácio da Justiça. Uma história da violação sexual». 

A socióloga Isabel Ventura fala-nos da sua tese de doutoramento «Medusa no Palácio da Justiça. Uma história da violação sexual».

Aline Flor é a jornalista que conduz a entrevista. Estão as duas de parabéns. É uma entrevista muito esclarecedora sobre os mitos da violação e o apoio que a sociedade e os tribunais devem dar às pessoas sobreviventes de crimes sexuais.

No episódio desta semana do programa Do Género, a jornalista conversa com Isabel Ventura, autora de Medusa no Palácio da Justiça ou uma história da violação sexual, para conhecer mais sobre a história do crime de violação e a forma como a lei tem sido aplicada, tendo em conta as “imagens sobre mulheres, sexualidade e violência” que a socióloga encontrou nos discursos e práticas judiciais em Portugal, durante o seu trabalho de doutoramento.

Falam sobre o victim-blaming da personagem Medusa, os mitos da violação, as pressões para que as pessoas que sobrevivem a violência sexual não denunciem o crime, a desconfiança histórica sobre as vítimas – em particular as mulheres -, a questão do consentimento e ainda o impacto que este crime tem em homens e crianças.

Subscreva o programa Do Género no iTunesSoundCloudSpotify ou nas aplicações para podcasts.

Descubra outros programas em publico.pt/podcasts.

APCriar

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: